Florence and the Machine – Summer Soul Festival

       A arena Anhembi incendiou ontem (24/01) com o Summer Soul Festival. Em sua segunda edição (a primeira, em 2011, teve Amy Winehouse como atração principal), o cantor Bruno Mars atraiu grande parte da multidão, e foi precedido por Dionne Bromfield, Rox, Seu Jorge e o grande destaque da noite: Florence + the Machine, que fez quem foi assistir somente ela expulsar seus demônios e dançar muito.
       Dionne Bromfield abriu o festival e ficou impressionada com a animação do público, que não conhecia nem ela nem suas músicas, mas aprovou a menina. Foi seguida por Rox, que só animou mesmo quando cantou Only Girl (In The World), da Rihanna. O resto de sua apresentação foi marcada por uma ansiedade de que acabasse logo. O mesmo aconteceu com Seu Jorge, que se apresentou antes de Bruno Mars, com um show monótono.
       Quem foi pra ver Florence Welch com certeza não se decepcionou. As primeiras duas músicas, Only If For A Night e What The Water Gave Me conquistaram a arena, e a ruiva de poderosos vocais e ótima performance de palco se deliciou com a animação de seus fãs e dos fãs de Bruno, no início também animados. Logo embalou dois dos seus singles do álbum Lungs, as poderosas Cosmic Love e You’ve Got The Love.

        Logo após o início triunfal, a musa, em seu vestido laranja que permitiu uma movimentação suave no palco, homenageou Etta James, falecida dia 20 (confira a homenagem do blog a ela aqui), cantando Something’s Got a Hold on Me, à capella. Ela alegou que Etta era o motivo de ela estar naquela noite em São Paulo, insinuando que a diva do blues é uma de suas maiores inspirações. O público delirou com o conhecido refrão do rap do Flo Rida, que inicia a música, mas ficou boiando quando Florence continuou cantando. O que era pra ser um grande momento de animação resultou no único momento em que o pessoal literalmente parou, já que pouquíssimos conheciam o clássico de Etta. Claramente, nenhum fã de Bruno Mars presente viu Burlesque, musical recente que se inicia com um cover de Christina Aguilera para essa música.
         Na música seguinte, Florence embala o público com a mais lenta do setlist, Never Let Me Go. Apenas os fãs cantam, mas todos fazem ondas com os braços. “Vocês deveriam ter visto as ondas, foram incríveis”, diz a vocalista da banda. Animada, ela canta Between Two Lungs e Shake it Out, mas quem não era fã desanima um pouco nessas. Logo faz o público pular (e muito) com a sensacional Dog Days Are Over. Leva para o palco a bandeira do Brasil e, a partir daí, canta uma sequência final alucinante, mostrando todo o seu talento como cantora e fazendo seus fãs delirar. Com apenas um gesto, fez todo mundo gritar “Raise it Up!” durante toda a performance de Rabbit Heart. Na penúltima música, Spectrum, os fãs na pista premium levaram bexigas coloridas e todo mundo que conhecia a música, uma das mais animadas do álbum Ceremonials, adorou.
          Florence conseguiu, em grande parte do show, distrair e impressionar quem não a conhecia e levar seus fãs à loucura. Foi o show mais animado dos que antecederam Bruno Mars, e com certeza o melhor. Claramente impressionada pela audiência, ela encerrou dizendo que amava o Brasil e cantando o segundo single de seu mais recente álbum, a ótima No Light, No Light. No final dos setenta minutos de show, os fãs de Bruno pareciam cansados de tanta música desconhecida, mas é inegável que a apresentação de Florence divertiu eles o máximo possível. E quem foi ao festival só para ver a banda, assistiu a um show sensacional e, indiscutivelmente, impressionante. Só faltaram duas ótimas faixas do segundo álbum (Heartlines e All This And Heaven Too) para poder chamar o show de perfeito.

 (As fotos dessa publicação foram copiadas do site da VejaSP)

SetList:

  1. Only If For a Night
  2. What The Water Gave Me
  3. Cosmic Love
  4. You’ve Got The Love
  5. Something’s Got a Hold on Me
  6. Never Let Me Go
  7. Between Two Lungs
  8. Shake it Out
  9. Dog Days Are Over
  10. Rabbit Heart (Raise it Up)
  11. Spectrum
  12. No Light, No Light

[Atualizado em 02/02] Video do show quase completo e uma entrevista com Florence. Confira: 

 

Um comentário em “Florence and the Machine – Summer Soul Festival

  • 19 de fevereiro de 2012 a 04:09
    Permalink

    Eu estava lá! não vi quase nada (sou muito baixinha) mas aproveitei cada segundo maravilhoso… Espero que ela volte logo!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *