Sétimo



Por Gabriel Fabri

Após estrelar o suspense “Tese Sobre Um Homicídio”, que chegou aos cinemas brasileiros em 2013, Ricardo Darín retorna ao gênero em “Sétimo“, dirigido por Patxi Amézcua. Nem a presença do astro do cinema argentino, porém, salva o filme de seu roteiro fraco, que não aproveita a história promissora do longa-metragem.

A trama se concentra no prédio em que mora Délia (Belén Rueda), esposa de Sebástian (Darín) à espera dos papéis de divorcio. A mulher deve se mudar com os dois filhos para Madrid, apesar das resistências do seu futuro ex-marido, um advogado que está envolvido em um caso de ampla repercussão midiática. Em um dia em que Sebástian vai levar as crianças para a escola, os meninos desaparecem, ao descerem as escadas do condomínio. Sob a suspeita de que os garotos ainda estariam no prédio, Sebástian inicia uma busca para descobrir quem os sequestrou.
“Sétimo” ganha o público com facilidade, devido às circunstâncias misteriosas do desaparecimento. Entretanto, o roteiro do filme não aproveita as possibilidades narrativas que um sequestro em um condomínio poderia gerar. Nenhum dos moradores parece minimamente suspeito, não atiçando a curiosidade do público e pouco agregando à trama; o personagem de Darín demora mais do que o plausível para suspeitar da mensagem com ameaça que recebeu justo na hora do sequestro; e o envolvimento de Sebástian com o caso polêmico, envolvendo aparentemente pessoas poderosas, fica em segundo plano. 
Assim como em “Tese Sobre Um Homicídio“, aqui há também uma tentativa de reviravolta no final, para surpreender o público. Não funciona, e a “solução do caso” é tão absurda que chega a frustar, ao invés de chocar. Esta aí o maior ponto fora da curva de “Sétimo”, que mostra que o cinema argentino ainda tem muito o que amadurecer em filmes de gênero, tão sofisticados na indústria norte-americana de filmes e séries. 
Se a relação entre Délia e Sebástian ainda rendesse alguma grande reflexão, “Sétimo” até poderia se salvar, mesmo com todas esses problemas. Mas, diante do resultado apresentado, melhor procurar um episódio de “Without A Trace”.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *