Em DVD: Livrai-nos do Mal

Diretor de um dos filmes recentes de exorcismo mais instigantes, O Exorcismo de Emily Rose (de 2005), Scott Derrickson se repete na temática no terror Livrai-nos do Mal (Deliver Us From Devil), que chega em DVD em fevereiro no Brasil. O sucesso, entretanto, não é repetido e o novo filme carece não só de inovação como de bons momentos de suspense.

Soldados norte-americanos descobrem algo misterioso numa tumba, durante uma missão no Iraque. A trama avança três anos, quando o policial Ralph Sarchie (Eric Bana) começa a investigar crimes estranhos, no qual estão envolvidos alguns veteranos da guerra: um caso de violência doméstica e o assassinato de um bebê pela própria mãe no zoológico. Para resolver esse caso, ele contará com uma ajuda inusitada, principalmente considerando que ele há muito tempo abandonou o catolicismo: um padre, Mendoza (Edgar Ramirez).

O filme falha ao tentar criar um suspense investigativo que cative ou prenda a atenção do espectador por toda a história. São poucos momentos que podem deixar o espectador vidrado na tela – e esses não incluem o clímax e a cena com mais ação do longa-metragem, intermináveis e desinteressantes. Tentativas de assustar ou de criar o clima de horror às vezes funcionam, mas não na maior parte do tempo. Sobrou até para uma chuva repentina e desnecessária tentar deixar uma das cenas finais com mais carga dramática, sem sucesso. Quanto a história em si, a relação de Sarchie com sua família, e os perigos que sua esposa e filha correm, não são bem explorados o suficiente, ficando em segundo plano.

Para piorar, como o próprio personagem do padre afirma, o policial é tudo o que se pode esperar de um policial: o protagonista do filme é um clichê. E fica a sensação de que Livra-nos do Mal também é. Poucas novidades, pouco suspense, muita enrolação.

| Gabriel Fabri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *