Através da Sombra

Escrito por Henry James em 1898, A Volta do Parafuso é um marco da literatura fantástica, e já foi adaptado algumas vezes para o cinema: a mais importante versão é Os Inocentes, de Jack Clayton, em 1961, mas ele inspirou recentemente Os Outros, suspense estrelado por Nicole Kidman. Diretor premiado no Festival de Berlim, em 1969, por Brasil Ano 2000, Walter Lima Jr. assume a direção de Através da Sombra, que traz a história do romance de James para o Brasil rural da Era Vargas, na época da crise do café.

Na trama, Laura (Virginia Cavendish), uma professora católica, saída de um convento, aceita o trabalho de cuidar de duas crianças em uma fazenda no interior. Lá, começa a enxergar um ex-funcionário rondando a casa. O problema é que ele havia sido morto um ano antes. Assombrada também pelo fato do desaparecimento da professora anterior, Laura começa a acreditar que ela e as crianças correm perigo. Na primeira cena do filme, há uma participação de Domingos Montagner, ator que faleceu em setembro, durante as gravações da novela Velho Chico, mas vale ressaltar que é uma ponta bem pequena, e um tanto descartável para a história.

Através da Sombra falha em criar uma atmosfera de suspense, ao não trabalhar bem a noção de loucura da personagem principal. É difícil comprar a ideia de que os fantasmas são da cabeça de Laura, uma vez que os garotos movimentam no “jogo do copo” (uma espécie de tabuleiro Ouija improvisado) uma mensagem do fantasma, por exemplo. O filme ainda é lotado de detalhes mal explorados, como a santinha que caiu e se quebrou ou o baú da antiga professora, que parecem dados aleatórios na construção. A ambientação no Brasil do café não insere nada de novo na história, quando se poderia ter tido um pouco de criatividade para discutir a as relações sociais da época, por exemplo, ou ao menos usar esse pano de fundo para aprofundar dois aspectos da protagonista que ficam na superficialidade: a religião seguida à risca e a autorrepressão sexual, duas características interligadas.

Sem trazer nada de novo para A Volta do Parafuso, sem conseguir criar uma atmosfera envolvente de suspense ou mistério, contando ainda com um final um tanto frustrante, fica difícil defender Através da Sombra, que está muito longe da boa qualidade de outros filmes do gênero no Brasil, como o recente O Caseiro. Para quem assistir ciente de que o filme parte de um dos livros mais importantes da literatura mundial, Através da Sombra vai decepcionar.

| Gabriel Fabri