Globo de Ouro 2012

     
      Foi ontem a 69ª edição do Golden Globe Awards, prêmio dado por jornalistas da Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood anualmente ao melhor do cinema e da televisão. Os principais prêmios da noite não foram nenhuma surpresa, mas os cem votantes surpreenderam ao consagrar grandes nomes em detrimento de novos.
      The Artist, filme mudo e em preto e branco, se saiu melhor com o prêmio de melhor filme comédia/musical, melhor trilha sonora e melhor ator para Jean Dujardin. O melhor drama ficou para Os Descendentes, que não levou melhor diretor como esperado. Apesar do favoritismo do filme de Alexander Payne, achei possível que Histórias Cruzadas levasse a melhor. Não aconteceu.
      O destaque foi o reconhecimento de alguns dos melhores de Hollywood. Martin Scorsese surpreendeu ganhando melhor diretor; Meryl Streep ganhou melhor atriz por interpretar Margaret Tatcher em A Dama de Ferro, numa categoria disputada por dois nomes novos, mas de peso: Viola Davis (Histórias Cruzadas), que já foi indicada ao Oscar anteriormente, e Rooney Mara (Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres). Outro grande ator premiado foi George Clooney, por seu papel no filme vencedor na categoria drama. Kate Winslet e Jodie Foster sairam de mãos abanando com Carnage, mas a primeira ganhou seu terceiro Globo de Ouro por um papel na série Mildred Pierce.
      E, mais uma vez, o pop ganhou destaque na categoria de Melhor Canção: depois de Cher ano passado, com a canção do filme Burlesque, Madonna saiu vitoriosa com seu segundo Globo de Ouro (o primeiro foi em 1997, de melhor atriz por Evita), por Masterpiece, que faz parte da trilha sonora do seu primeiro filme relevante como diretora, W.E. – O Romance do Século. A vitória, que ninguém esperava, causou barulho na internet por causa de declarações do cantor Elton John no tapete vermelho de que seria impossível a Rainha ganhar esse prêmio. A cara dele agora circula em .gif pelos sites de música pop da Internet. Madonna ainda arrancou risadas ao brincar com Ricky Gervais, o apresentador da cerimônia, durante o anuncio do prêmio de melhor filme estrangeiro. Ricky, ao anunciar a “rainha do pop”, brincou com Elton falando que não era ele, e apresentou a diva como “ainda uma virgem”, que serviu de pretexto para ela mostrar que tem língua afiada.
     Meryl Streep, Madonna, George Clooney, Martin Scorsese, Kate Winslet. Grandes nomes que saíram premiados na noite do dia 15 de janeiro, não dando chances para atores como Ryan Gosling ou Rooney Mara faturarem seus primeiros prêmios. Mas o importante da noite foi mesmo beber champagne e agora nos resta torcer para que The Artist estréie logo por aqui (o filme ainda não foi comprado pelos distribuidores brasileiros).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *