76º Festival de Cinema de Veneza anuncia produções brasileiras

“BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”, de Bárbara Paz, e produções do brasileiro Rodrigo Teixeira estão na seleção oficial do festival

O 76º Festival de Cinema de Veneza anunciou hoje a seleção de filmes que integram a programação do festival. Na lista, figuram um filme nacional e duas co-produções: dirigido por Bárbara Paz, BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou é o brasileiro na competição Venice Classics; competindo pelo Leão de Ouro, prêmio principal do festival, estão as co-produções da RT Features, do brasileiro Rodrigo Teixeira, são Wasp Network, dirigido por Olivier Assayas (de Personal Shopper) e estrelado por Penélope Cruz Wagner Moura, e Ad Astra, de James Gray.

O longa-metragem de Bárbara Paz é um documentário sobre o cineasta Hector Babenco, de Meu Amigo Hindu, falecido em 2016. Naturalizado brasileiro, o cineasta argentino chegou a ser indicado ao Oscar em 1984 por O Beijo da Mulher Aranha.

Wasp Network é um thriller de espionagem inspirado no livro Os Últimos Soldados da Guerra Fria, do brasileiro Fernando Morais. Ad Astra, por sua vez, acompanha a viagem de um astronauta em busca de seu pai, e tem Brad Pitt e Tommy Lee Jones no elenco.

A seleção do festival também tem vários destaques de diretores consagrados: os novos de Roman Polanski, J’Accuse (An Officer and a Spy); Steven Soderbergh, The Laundromat; e Noah Baumbach, Marriage Story. The Truth, do japonês Kore-eda Hirokazu, foi escolhido para a abertura do evento.  

O 76º Festival de Cinema de Veneza ainda conta com o aguardado Coringa, de Todd Philips, na competição oficial. No filme, o icônico personagem da DC Comics é interpretado por Joaquin Phoenix. No Brasil, estreia dia 4 de outubro.

Confira o trailer de Ad Astra:

Ad Astra.