CCXP 19: “Mulher-Maravilha não carrega armas”, afirma Gal Gadot

Gal Gadot e Patty Jenkins participaram de coletiva de imprensa sobre “Mulher-Maravilha 1984”, antes de painel na CCXP 19

Após vermos a origem de Mulher-Maravilha, a personagem mais poderosa dos quadrinhas da DC Comics, no longa-metragem de 2017, a heroína interpretada por Gal Gadot retorna, sob o comando de Patty Jenkins, com “potência total” em Mulher-Maravilha 1984. É o que garantiu a diretora em coletiva de imprensa em São Paulo, antecedendo o painel da CCXP 2019.

“O que não queríamos fazer era mais do mesmo”, afirmou Jenkins, ressaltando o universo infinito de possibilidades que os quadrinhos permitem. “Ambientar o primeiro filme na I Guerra Mundial foi pesado, desta vez tentamos um novo tom, mais divertido”. Gadot, por sua vez, definiu o filme como “elétrico” e diz ter adorado a ambientação nos anos 1980 – destacou a cena do shopping center, na qual se sentiu realmente voltando no tempo, devido à caracterização dos figurantes.

A atriz conta que, ao ver pronta uma determinada sequência do filme, se emocionou, e depois ligou chorando para a diretora. “Como mulher, eu nunca tinha visto antes”, conta, sem entrar em detalhes sobre a cena. “Você viu a vida toda com o homem”. Ela ainda brincou, rindo. “Eu chorei, sei que isso não é bad ass.”

Questionada muito sobre empoderamento, a atriz deu um conselho para as garotas, mas que serve para todos. “Você precisa acreditar em si mesma, cercar-se de modelos fortes e não desistir”, aconselha Gadot. “E é necessário ser positivo sobre isso”.

A atriz, que serviu o exército de Israel por dois anos, foi questionada sobre os utensílios que poderíamos ver no novo filme, como o jato invisível. “A Mulher-Maravilha não carrega armas”, pontuou Gal. “O escudo também não é necessário. Ela é uma deusa e tem as suas habilidades.”

Quando uma pergunta tocou em um assunto sensível, o longa-metragem Liga da Justiça, Gadot apenas exclamou “Oww!”. Ficou por conta de Jenkins a resposta: “Esse é um filme controverso do qual não vamos falar sobre”.

Mulher-Maravilha 1984 é uma continuação direta do primeiro filme e traz de volta o personagem Steve (Chris Pine). Embora, a princípio, o retorno dessa figura não tenha muita lógica, a diretora contou que ele é parte necessária para que a história funcione. “O filme não poderia ser feito sem ele.”

A diretora tem planos para um terceiro filme e também um spin-off sobre as amazonas, que pretende entrar como produtora.

Por Gabriel Fabri

Assista ao trailer de Mulher-Maravilha 1984 a seguir:

Leia mais sobre a CCXP clicando aqui

Leia mais do Pop with PopcornHome | Instagram