A Semana da Minha Vida

Musical Adolescente A Semana da Minha Vida chega à Netflix com proposta de Camp Rock gospel

Produção da Netflix voltada ao público religioso, A Semana da Minha Vida pode pegar alguns desavisados em busca de um simples musical adolescente. A produção está longe de ser um novo Camp Rock, longa-metragem adolescente que impulsionou a carreira de Demi Lovato e dos Jonas Brothers em 2008 e que também era ambientado em um acampamento juvenil, mas não apenas pelo fato de ser um filme cristão: falta desenvolvimento do roteiro e dos personagens, personalidade e carisma, sem falar na total ausência de momentos cativantes ou verdadeiramente inspiradores.

Esse tradicional acampamento religioso organiza várias competições entre os jovens, que aguardam o ano todo por essa semana longe dos pais. Entretanto, há um estranho no ninho: Will é um charmoso delinquente juvenil, órfão, que não consegue parar em nenhum lar adotivo e cujo último feito foi furtar uma viatura de polícia. Lá no acampamento, porém, ele faz um novo amigo e conhece uma nova paixonite de verão.

Se as mensagens sobre Deus e religião, compaixão e perdão são praticamente obrigatórias em um filme religioso, isso não significa que A Semana da Minha Vida não poderia ser um bom filme. Infelizmente, o roteiro se esquece disso: talvez parte do público se sinta satisfeita com as canções gospel e por se identificar com as atividades da Igreja e, para essa produção da Netflix, isso parece bastar.

musical a semana da minha vida chega à netflix com proposta de camp rock cristão - para o público de filme cristão

A Semana da Minha Vida não convence pelo simples fato de que coloca um protagonista que acabou de roubar uma viatura policial apenas por diversão como um bom moço que, só de pisar no acampamento religioso, já se transforma em uma outra pessoa. Charmoso, atencioso, divertido, empático, inteligente e com senso de humor, que sequer tenta sair da linha em um acampamento cheio de adolescentes… O vilão, um jovem egoísta que vende camisetas para salvar animais, não convence e, todo o clímax, no qual ele coloca o herói à prova depois de tanta transformação nessa semana junto com Deus, chega a beirar o ridículo. O resto é previsível.

Por se tratar de um filme cristão, A Semana da Minha Vida tem chances de agradar, mas terá dificuldades de dialogar para fora de sua bolha. Não é um musical crítico à Igreja e aos preconceitos que muitos religiosos fomentam, inclusive chama a atenção de que o acampamento religioso no filme é retratado como um lugar onde você pode ser você mesmo, e lá todos são certinhos e caretas. Muito distante de uma produção como Yes, God, Yes, recém-lançada também, e que conta, de maneira crítica e ácida, as desventuras de uma garota que é forçada a ir a um acampamento desses. Esse, nós recomendamos.

Por Gabriel Fabri

Confira o trailer de A Semana da Minha Vida:

Confira a lista de séries da Netflix que viraram livros clicando aqui

Leia mais dicas da Netflix clicando aqui.

Leia mais do Pop with PopcornHome | Instagram