Irmandade (45ª Mostra)

Exibido no Festival de Karlovy Vary, o longa-metragem adolescente Irmandade é destaque na programação da 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e fala sobre revenge porn.

Exibido no Festival de Karlovy Vary, festival tradicional da República Tcheca, o longa-metragem adolescente Irmandade é destaque na programação da 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. A cineasta Dina Duma assina a direção dessa produção da Macedônia do Norte, Kosovo e Montenegro, que faz uma reflexão sobre revenge porn do ponto de vítima do algoz.

Irmandade conta a história de Maya e Jana, duas melhores amigas que estão descobrindo a sexualidade. Jana, entretanto, é a espécie de líder da dupla, e influencia Maya a vazar um vídeo de uma colega fazendo sexo oral em um telhado. O longa-metragem acompanha o desenrolar dos fatos depois do vazamento do vídeo.

O mais interessante em Irmandade é que filmes sobre revenge porn, geralmente, focam no drama da vítima que tem a sua intimidade violada e exposta na internet. A produção de Dina Duma, entretanto, enfoca os motivos fúteis de suas duas protagonistas para vazar o vídeo, e a crise de consciência de uma delas, ao ver o desenrolar dos fatos para a vida da garota exposta (como é comum nesses casos, o garoto exposto não sofreu o mesmo tipo de humilhação e consequências, pelo contrário). Outro ponto importante, que difere o roteiro da maior parte dos outros filmes sobre o tema, é que o homem envolvido não foi o responsável pelo vazamento, o que insere esse revenge porn em uma trama de rivalidade adolescente e fútil. As consequências, entretanto, são grandes.

Leia mais sobre a 45ª Mostra Internacional de Cinema clicando aqui.

Por Gabriel Fabri (@_gabrielfabri)
Jornalista, especializou-se em Cinema, Vídeo e TV pelo Centro Universitário Belas Artes. Colaborou com Revista PreviewRevista Fórum Em Cartaz. É autor de Fora do Comum – Os Melhores Filmes Estranhos e O Pato – Uma Distopia à Brasileira.
Site | Instagram

Leia mais do Pop with PopcornHome | Instagram