Rocketman ganha sessão gratuita seguida por bate-papo no MIS

Indicada ao Oscar de Melhor Canção, cinebiografia de Elton John ganha exibição gratuita no dia 30, seguida de debate

Paralelamente à exposição Musicais no Cinema, o MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo -, em parceria com o site Pop with Popcorn e com a Sony Pictures Home Entertainment, realiza uma sessão especial de Rocketman, seguida de debate sobre o filme e sobre o cantor Elton John. O longa-metragem, dirigido por Dexter Fletcher, será exibido gratuitamente no dia 30, seguido de bate-papo com o Duda Leite, curador da exposição no Brasil, e os jornalistas Guilherme Bryan, Pablo Miyazawa e Úrsula Passos. A conversa é mediada por Gabriel Fabri (Pop with Popcorn / Revista Preview).

Indicado ao Oscar de Melhor Canção, pela faixa “(I’m Gonna) Love Me Again”, de Elton John e Taron Egerton, Rocketman recebeu três indicações ao Globo de Ouro: além de melhor canção, pelo qual foi premiado, também foi indicado a Melhor Filme Musical / Comédia e Melhor Ator em Musical / Comédia para Taron Egerton, que interpreta o popstar britânico. 

Rocketman possui dois figurinos originais trazidos exclusivamente para o Brasil na  exposição Musicais no Cinema (que fica em cartaz até o dia 16 de fevereiro). A sessão, gratuita, acontece às 19h e o ingresso deve ser retirado com 2h de antecedência na recepção do Museu.

A sessão de Rocketman é apoiada pela Editora Planeta, que publicou a autobiografia “Eu, Elton John”. Disponível abaixo:

Duda Leite – Graduado em cinema pela FAAP, Duda Leite cobriu os festivais de cinema mais importantes do mundo, onde entrevistou personalidades como Catherine Deneuve, Mick Jagger, Pedro Almodóvar e Isabelle Huppert. Apresentou e dirigiu o programa Eurocurtas, dedicado a exibição de curtas metragens, do Eurochannel. Em 1994, dirigiu seu primeiro curta-metragem Serial ClubberKiller vencedor do primeiro Festival MIX Brasil. Em 2010 lançou seu primeiro longa-metragem Tikimentary, selecionado para a Mostra de Cinema de São Paulo. Desde 2013 é curador do Music Video Festival, maior festival dedicado ao universo do vídeo clipe no Brasil.

Pablo Miyazawa é jornalista paulistano formado pela PUC-SP com mais de 20 anos de experiência em publicações impressas e digitais voltadas para o entretenimento. Atualmente está na Webedia Brasil, onde cria conteúdo e coordena a estratégia de Cultura Pop nos sites AdoroCinema e IGN Brasil. Participou da criação e foi editor-chefe de publicações como Rolling Stone Brasil, Herói, EGM Brasil e Nintendo World (em versões impressas e digitais), além de ter colaborado com artigos e reportagens nos principais jornais, revistas e portais do país, como Folha de São Paulo, UOL, Superinteressante e O Estado de São Paulo. É autor de dois livros, 52 Mitos Pop (2016) e Inquebrável (2017), ambos pela Editora Paralela, selo do Grupo Companhia das Letras.

Guilherme Bryan – É professor dos cursos de graduação de Jornalismo, Rádio e Televisão, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Mídias Sociais Digitais, Artes Cênicas, Fotografia e Produção Fonográfica e de pós-graduação em Direção de Arte e Cinema e Vídeo do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, da qual é o coordenador. Além disso, é diretor, roteirista e pesquisador da série 100 anos de samba, exibida pelo Canal Brasil, diretor e roteirista da série Os anos 80 estão de volta, exibida pelos canais Curta! e Viva, e deu aulas a respeito de David Bowie e Introdução à História do Videoclipe, no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo. É doutor em Meios e Processos Audiovisuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e mestre em Comunicação e Cultura pela ECA-USP. Também é autor do livro Teletema – a história da música popular através da teledramaturgia brasileira, da editora Dash, com Vincent Villari, e do Quem tem um sonho não dança – cultura jovem brasileira nos anos 80, editora Record. Foi chefe de Jornalismo da Rádio Brasil 2000 FM e subeditor da revista Cult, com textos publicados em jornais e revistas, atuando, principalmente, nos seguintes temas: videoclipe, cultura brasileira, televisão, cinema e música. Entre os jornais e revistas, estão Jornal da Tarde, Valor Econômico e Folha de S. Paulo, Bizz, Rolling Stone, Revista do Brasil, Língua Portuguesa, Revista da Cultura, UOL, Yahoo! Brasil, site da MTV Brasil e do Multishow.

Úrsula Passos – É mestre em filosofia pela USP, editora-assistente da Ilustrada e coordena o Clube de Leitura Folha.

Sobre o Pop with Popcorn – Criado em 2011 pelo jornalista Gabriel Fabri, o site tem foco em crítica de cinema e cultura pop. Acesse pelo www.popwithpopcorn.com.br ou pelo Instagram @popwithpop.

Sobre a exposição Musicais no Cinema

A partir de fotografias, vídeos, cartazes, documentos de produção, figurinos e depoimentos, a mostra reúne filmes musicais de diferentes partes do mundo, destacando marcos para o gênero, como Cantando na chuva (1952), Amor, sublime amor (1961) e Dançando no escuro (2000). A curadoria ficou a cargo do pesquisador N. T. Binh, e a adaptação da exposição para o MIS foi desenvolvida pelo jornalista e cineasta Duda Leite, que acrescentou espaços e conteúdos inéditos baseados na cultura brasileira, como Assim era a Atlântida, dedicada ao maior estúdio cinematográfico do Brasil do gênero musical, e uma área que homenageia a atriz e cantora Carmen Miranda.  “Com a adaptação curatorial da exposição, pretendemos apresentar um amplo painel da produção de filmes musicais produzidos no Brasil, desde 1927 até 2019, com destaque especial para alguns movimentos e estúdios cinematográficos”,  explica Duda. “Carmen Miranda, a “brasileira mais famosa do século XX”, e nossa estrela maior dos musicais, ganhará um espaço dedicado só para ela, com exibição de trechos de seus musicais clássicos – como “Entre a Loura e a Morena” (1943), de Busby Berkeley, e “Uma Noite no Rio” (1941), de Irving Cummings -, além de uma seleção especial de objetos usados nos filmes. Não poderia faltar, é claro, itens pessoais, dentre eles um dos seus icônicos turbantes”.

O projeto arquitetônico da exposição, realizado pela Caselúdico – parceira do MIS em mostras como O mundo de Tim Burton, Castelo Rá-Tim-Bum – A exposição e Quadrinhos – sugere uma imersão na atmosfera de cada filme. Musicais no cinema ainda destaca figuras marcantes do gênero como Fred Astaire, Jacques Demy, Julie Andrews, Cyd Charisse e John Travolta.

serviço

Rocketman | Sessão especial + bate-papo

Data: 30 de janeiro de 2020, quinta-feira

Horário: 19h00 às 22h00

Local: Auditório MIS(172 lugares)

Ingressos:  Gratuitos. Os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência

Leia mais do Pop with PopcornHome | Instagram

Assista ao trailer de Rocketman abaixo: