In-Edit: Ventos Que Sopram Maranhão

Integrando o In-Edit 2021, “Ventos Que Sopram Maranhão”, registra o encontro de Zeca Baleiro com a diversidade musical do estado em que nasceu

Filmado no intervalo de apenas duas semanas em 2019, mas finalizado apenas no início de 2021, “Ventos Que Sopram Maranhão”, dirigido por Neto Borges, registra o encontro do cantor e compositor Zeca Baleiro com a grande diversidade musical do estado em que nasceu, o Maranhão. E está justamente aí a grande riqueza do filme que foi um dos destaques do In-Edit 2021, que encerra neste domingo, 27 de junho, mas pode ser conferido na repescagem.

O passeio de Zeca Baleiro vai desde uma reunião com dois grandes compositores, que alcançaram grande destaque nacional; passando pelos tradicionais tambores maranhenses; até chegar no reggae, no hip hop e nos artistas mais recentes. Também mostra o início da carreira do próprio artista durante a década de 1980, numa época em que, segundo ele, a capital do estado, São Luís, era extremamente efervescente com muitos bares, cantores e artistas plásticos.

Um dos principais destaques é a conhecida, porém até agora pouco contada conexão do estado com as ilhas do Caribe, principalmente a Jamaica, com as famosas aparelhagens e o reggae. Esta sequência vem acompanhada de uma bela canção em que são mencionados dois ícones jamaicanos, Bob Marley e Jimmy Cliff.

Com uma direção caprichada de Neto Borges, “Ventos Que Sopram Maranhão” vale a pena por quem deseja conhecer a rica musicalidade maranhense. Mas, sem o didatismo que se poderia aguardar, também é um delicioso passeio para quem já conhece boa parte dos artistas ali mencionados.

Por Guilherme Bryan

Leia mais do In-Edit 2021 clicando aqui

Leia mais do Pop with PopcornHome | Instagram